Make your own free website on Tripod.com

AS BRUMAS DE AVALON

As fogueiras de Beltane

Home
A história
A transformação de Artur em Rei
Os livros
Um pouco sobre a autora
A antiga religião da Deusa
Os principais personagens
Fotos do filme
A magia de Avalon
Camelot, o Reino de Artur
O país das Fadas
Glastonbury, a cidade dos Cristãos
O Reino de Lot
A Renovação da Antiga Religião
As fogueiras de Beltane
A luta entre religiões
A ultima batalha
Marion Zimmer Bradley

As Fogueiras de Beltane Beltane era uma celebração feita pelos povos antigos na chegada de uma estação do ano (outono).

Essa celebração era feita em volta de uma fogueira onde as pessoas adoravam a deusa se dando em prol dela.

As mulheres se davam livremente aos homens numa espécie de transe.

Esse ritual carnal e profano (para os olhos dos cristãos) indicava a chegada das colheitas e a fertilização dos solos.

Foi numa dessas celebrações que Arthur fora feito Rei junto aos povos antigos e jurou fidelidade às crenças e aos ritos.

Beltane não era uma ritualização simples, ela era feita em adoração à Deusa, com muita festividade e alegria.

Os filhos provindos desse tipo de ritual eram como enviados da Deusa e seguiam a religião como "futuros sacerdotes", visto que eles eram gerados do encontro dos Deuses.
O fato de se ter sexo livre e explícito num ritual como este não soa pejorativamente, as relações nessas celebrações não eram vistas no meio pessoal como um mero "fazer amor", era uma doação à Deusa e isso custava aos seus seguidores o rompimento (naquele momento) dos vínculos matrimôniais e alguns valores naturais dos homens.
Beltane (ou Beltaine) é também uma celebração comum aos seguidores da Wicca (bruxaria).

beltane.jpg